Domingo, 21 de abril de 2024

Notícias

DADOS DO SETOR Entrada de turistas internacionais no Brasil cresce 10,2% em fevereiro

DADOS DO SETOR

Entrada de turistas internacionais no Brasil cresce 10,2% em fevereiro

Registro de 833.306 visitantes do exterior é maior que o mesmo período de 2023 e 2019, e perde apenas para 2017 e 2018; entre os emissores, Chile e França são destaques

Crédito: Arquivos MTur

Fevereiro de 2024 teve o terceiro maior registro de entradas de turistas internacionais no Brasil de todos os tempos. Foram 833.306 visitantes do exterior, um crescimento de 10,2% em comparação a 2023, quando entraram no país 755.842 turistas. Os dados são da Embratur em parceria com o Ministério do Turismo (MTur) e Polícia Federal (PF).

No acumulado do ano, o registro de entradas de visitantes do exterior ficou em 1,79 milhão. A soma dos dois primeiros meses é 3,64% maior que o 1,7 milhão registrado no mesmo período de 2023. A chegada de turistas do Chile e da França foram as que apresentaram o maior crescimento no mês, de 77,7% e 49,1%, respectivamente.

O Ministro do Turismo, Celso Sabino, enfatiza que, além do trabalho para ampliar e diversificar a conectividade aérea para o Brasil, o MTur tem investido fortemente na melhoria da imagem brasileira para o mundo. “O Brasil mudou e o mundo está ansioso em conhecer esse novo país, que, além de belezas naturais, cultura, história e gastronomia diferenciada, vem melhorando o ambiente interno, com sólidas políticas econômicas, sociais e sustentáveis. É isso que temos trabalhado nas inúmeras feiras internacionais que fazemos questão de participar e o resultado já vem se traduzindo em números, como os que vimos em fevereiro”, reforçou Sabino.

Na série histórica, o número de visitantes internacionais em fevereiro de 2024 foi o terceiro maior já registrado, inferior apenas ao do mesmo mês de 2018, 868 mil, e de 2017, 863 mil. As informações completas, com números por estado, país de origem e modal de transporte utilizado para entrar no país estão disponíveis no Painel de Dados da Embratur.

“Os números demonstram como as nossas estratégias têm gerado o resultado esperado: apostamos na ampliação da conectividade aérea com os nossos vizinhos, e a chegada de turistas tem crescido na mesma proporção. Na França, trabalhamos muito a imagem do Brasil que retomou o compromisso com a democracia e a sustentabilidade. Se antes eles nem queriam ouvir falar do Brasil, agora os números são uma resposta muito positiva desse interesse crescente em conhecer esse novo Brasil”, destaca Marcelo Freixo, presidente da Embratur.

Recorde chileno – Entre os países emissores, o que registrou maior crescimento em um ano foi o Chile: pulou de 58 mil em fevereiro de 2023 para 93 mil neste ano, uma variação de 77,7%. Em janeiro, o país andino já havia batido o recorde da série histórica até então, com 77 mil visitantes no Brasil, marca que foi novamente superada. Este crescimento vem compensando a queda na chegada de turistas argentinos em decorrência do agravamento da crise econômica no país vizinho. Em fevereiro de 2024 chegaram ao Brasil 307 mil argentinos, 10,7% menos do que os 343 mil de 2023.

O efeito da crise econômica na Argentina também causa reflexo no Chile, que por sua vez tem atuado para compensar a queda da chegada de argentinos com o crescimento de brasileiros. Lá, o recuo na chegada de argentinos, no acumulado de janeiro e fevereiro, foi de 5,1%. Já o aumento na chegada de brasileiros está na ordem de 70%. Na última quarta, Marcelo Freixo, o embaixador do Chile no Brasil, Sebástian Depolo Cabrera, e representantes da companhia aérea chilena Sky Airline anunciaram novos voos ligando a capital, Santiago, a Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA).

As novas rotas passarão a operar entre junho e julho próximos, e prometem aumentar o fluxo de chilenos. Em outras duas ações de aproximação, a Agência trouxe comunicadores chilenos para conhecerem e divulgarem por lá os destinos brasileiros. Em maio de 2023, dois profissionais do país integraram um grupo de jornalistas da América Latina que visitaram Brasília e Goiás. E neste Carnaval, a Agência trouxe mais dois comunicadores para conhecer a folia em Belo Horizonte e os municípios mineiros de Ouro Preto e Brumadinho (Inhotim).

Destaque francês – Outro país que se destacou entre os principais emissores de turistas para o Brasil foi a França, que saltou de 21.072 visitantes em fevereiro de 2023 para 31.424 neste ano, um aumento de 49,1%. O país é o sexto maior emissor de turistas para o Brasil, o maior do continente europeu. Em 2023, o Brasil recebeu 187 mil turistas franceses, número mais de 43% maior do que o registrado em 2022, quando o total de entradas foi de 130 mil. Em janeiro de 2024, o crescimento na chegada de franceses foi de 29,5%, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

A Embratur tem atuado de forma estratégica na reconstrução da imagem do Brasil na França e na reconexão entre os operadores de turismo dos dois países. Em 2023, por exemplo, retomou a participação na principal feira de turismo do país, a TOP Resa, evento em que a Embratur não participou durante os quatro anos do governo passado. A Agência também garantiu presença na feira de turismo de luxo ILTM de Cannes, em dezembro, e realizou a Galeria Visit Brasil em Paris, em outubro.

Antes, em julho, Embratur e Sebrae promoveram uma press trip com cinco jornalistas franceses na Serra da Capivara (PI). Em fevereiro, trouxe outros cinco jornalistas de diferentes veículos do mesmo país para conhecer o Carnaval do Rio de Janeiro.

Outros mercados – Além de Chile e França, houve crescimento na chegada de turistas dos principais países emissores para o Brasil, como os Estados Unidos, com 68.655, aumento de 12,9%; o Paraguai, com 51.802 (20,8%); Uruguai, com 47.460 (20,8%); e Portugal, com 22.892 visitantes (20,5%).

 

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo e Embratur

Compartilhe em suas redes sociais: